fbpx

5 skills para ser administrador de banco de dados

Em cada conteúdo da Dataside, sempre enfatizamos a importância dos dados e como eles influenciam no crescimento das organizações. O cuidado com o que consideramos uma preciosidade deve ser levado muito a sério e com muita responsabilidade.

Por isso, neste artigo, vamos conversar sobre quem cuida dos dados das empresas: o Administrador de Banco de Dados – DBA.

Todas as informações relevantes para as empresas estão concentradas em forma de dados no Banco de Dados. O DBA é o profissional responsável por gerenciar e monitorar esses conjuntos de informações com cuidado e qualidade, mantendo o banco em segurança.

Esse texto foi elaborado pelo nosso CEO Caio Amante. Bora conhecer as 5 skills para ser um DBA de sucesso?

1. Conheça o produto

Independente do SGDB que você irá administrar, é de suma importância que você estude, faça cursos, entenda tudo sobre ele.

 

Ok, mas é quase impossível entender tudo, concorda?

Eu também concordo, alguns pontos que gosto de focar são: engine do produto, como ele funciona, qual seu comportamento e entender as features do banco de dados. Acredito que isso, apesar de mais teórico, dá muito embasamento técnico para discussões, melhorias na visão em momentos de crise e, principalmente, para domínio da ferramenta em si.

 

2. Capacidade de troubleshooting

Apesar de sempre achar que é necessário conhecimento técnico para fazer um bom troubleshooting, eu conheço muitos profissionais técnicos (mais técnico do que eu) e mesmo assim, em momentos de crise, de tomada de decisão e de análise da causa raiz, acabam dando “tiros” errados ou não tão precisos. Acredito que o profissional que consegue ser “cirúrgico” na hora de analisar os problemas, tende a ter muito sucesso. Imagine aquela Black Friday que de repente “para tudo”? Se você não tiver uma capacidade de troubleshooting excelente, vai morrer na praia.

Lembrando que: para você ser bom em análise de problemas, é primordial frieza e calma. Então, anote ai!

 

3. Visão do todo

Sempre digo para os meus pupilos que: um bom DBA, em geral, já passou por uma área de infra ou uma área de desenvolvimento. No entanto, para mim, um bom DBA precisa conhecer sobre hardware, redes e de programação.

 

Talvez você não precise ser o cara mais foda nisso, mas ter o entendimento de um storage, de como funciona a troca de pacotes de rede ou mesmo conhecer contadores de sistema operacional (rede, disco, memória e processador) é primordial para você analisar problemas, além de entender se o problema, de fato, é o banco de dados e também para ter maior convicção em um momento de tomada de decisão.

 

Vejo muitas pessoas, hoje em dia, sem nenhum conhecimento, querendo iniciar diretamente como DBA, sempre recebo mensagem dessas pessoas, me perguntando: por onde começar? Um bom caminho é conhecer linguagem SQL e entender um pouco sobre disco, memória, rede, processador e como é o comportamento básico de um servidor. Isso, sem dúvidas, lhe ajudará em sua profissão.

 
 

4. Proatividade

Talvez, esse item tenha feito eu me destacar na vida profissional. Sabe aquela história de que as pessoas só vão no médico quando estão morrendo? Infelizmente me deparo o tempo todo com essa analogia em banco de dados, o defunto já chega sem respirar, procurando uma consultoria [rsrsrs]. As pessoas esquecem que o DBA nada mais é que um ADMINISTRADOR e sendo um, precisa ter organização, rotinas preventivas e, principalmente, monitoramento da saúde do ambiente. “PERA AÍ” monitoramento da “SAUDE”! Assim como o nosso corpo precisa de um checkup, o ambiente de banco de dados precisa ter monitoramento e checklists recorrentes. Desta forma, quando temos tudo já organizado, o trabalho sempre fica em manter a casa em ordem e buscar melhorias.

 

Eu, quando era um DBA SQL Server, sempre gostava de organizar a casa, implementar alguns monitoramentos, alertas e trabalhar constantemente em melhorias, principalmente em query tuning. Desta forma, eu sempre estava mostrando resultado e vendendo o meu peixe. Afinal, do que adianta fazer um bom trabalho se ninguém enxerga? Mas isso já o é assunto do nosso último skill.

 

5. Saiba vender o peixe

A profissão de DBA é uma das mais ingratas do mundo, pois exige imensa responsabilidade e é muito difícil de mostrar o valor do negócio. Para isso, eu acho primordial saber: • Documentar o trabalho • Detalhar • Falar bem • Fazer apresentações constantes do que tem sido feito

 

Quer dizer que DBA precisa saber vender? Sim, precisa saber mostrar o resultado do trabalho que é realizado e que é de extrema importância para a empresa. Se você, como DBA, não mostrar para seus superiores, gerentes, diretores o que você faz, você vai ser trocado e outro mostrará.

 

Para finalizar, ressalto a importância de documentar tudo pois, no fim, quando algum problema acontecer, você precisa se resguardar. Resumindo: cubra o seu rabo [hehehe]!

Quer um compilado? As 5 principais skills para ser um bom DBA são: 1. Conheça o produto 2. Capacidade de Troubleshooting 3. Visão do todo 4. Proatividade 5. Saiba vender o peixe

 

Na visão do nosso #dataholic, o que é ser um DBA?

 

“Com grandes poderes vem grandes responsabilidades” Ser DBA é saber que você tem o dever de garantir que o nível de segurança, implantado no seu BD, seja altíssimo, um vazamento de dados “pode falir uma empresa”; Ser DBA é garantir que os sistemas estejam sempre disponíveis, planejar todo um ambiente de alta disponibilidade, uma indisponibilidade em um ambiente “pode falir uma empresa”; Ser DBA é garantir o bom desempenho do seu banco de dados. Lembre-se que: muitas das vezes, a produtividade dos funcionários está ligada diretamente a utilização de um sistema. A falta de produtividade, lentidões constantes, “pode falir uma empresa” Mas além do risco de “falir uma empresa”, por quê ser DBA? Ser DBA é como ser o herói de alguém: aparecer, resolver, garantir segurança, velocidade e estabilidade, como se fosse mágica. Márcio Júnior

 

Contar com administradores responsáveis nos garante a confianças de que os dados estão nas mãos certas. Afinal, você não deixaria algo tão precioso com qualquer um, não é mesmo?

Se você quer saber mais sobre como Administração de Banco de Dados pode ajudar sua empresa, entre em contato com a gente!

 

#dba #bancodedados #skills #softskills #dataholic #dataside

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts recentes